Conheça os 05 indicadores para ter uma área de TI de sucesso em 2017

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!

Muitos gestores e CEOs procuram respostas para perguntas como:

  • Por que meu custo de TI está cada dia mais alto?
  • Quando meu investimento nesta área irá cessar?
  • Queria ter um planejamento, como posso fazer isto?
  • Minha área de tecnologia não está alinhada com a minha área de negócios! O que fazer?

Estas dúvidas na verdade, são de todos os Gestores e CEOs de diversas Empresas, portanto, preparamos algumas dicas de melhores práticas que irão esclarecer alguns pontos e ao final esperamos realmente que este artigo possa ajudar você.

Vamos lá?

#1 Tenha um PLANO DIRETOR de TI.

É importante ter um mapeamento dos seus processos, e saber como está desenhada a sua estrutura para suportar o seu negócio. Isso lhe dará a previsibilidade futura das melhores ações para que você consiga ter um planejamento, definição do seu budget de T.I, visão sobre os seus retornos de investimentos, e ter uma análise mais refinada da sua área de tecnologia, documentada e planejada de uma forma gerencial, com balanced score card alinhada à sua estratégia de negócio. Com base nestas informações você vai sentir segurança para tomar todas as decisões.

#2 Tenha um PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO dos seus projetos.

Utilizamos muito a “metodologia de priorização” (que pode ser feita por meio de uma planilha de controle), colocando “peso” para cada tipo de solicitação. Na área de TI existem projetos de diferentes tipos e prioridades. Temos projetos que são estratégicos, projetos de negócios, projetos de melhorias, de redução de custos, para resolver questões fiscais, ou seja, cada projeto possui uma importância e prioridade diferente do outro e como consequência, cada um precisa ter um tipo de acompanhamento.
Através desta metodologia você verá os seus projetos de TI de uma forma gráfica e representativa e conseguirá identificar qual projeto lhe dará um melhor retorno de investimento a curto, médio e a longo prazo.

#3 Faça uma análise de VULNERABILIDADE E RISCO do seu ambiente.

Tenha clareza de como está o seu ambiente de tecnologia, pois quanto maior o crescimento da sua empresa, mais exposta fica a sua área de tecnologia. A quantidade de vírus aumenta, a necessidade de engenharia social dentro das empresas também, pois os colaboradores tem o seu próprio equipamento que muitas vezes são utilizados dentro das empresas e cada um conecta em sua rede, aumentando assim a vulnerabilidade tecnológica. É importante você saber quais são os seus maiores e menores riscos para propor um plano de ação imediato.

#4 Faça a GESTÃO DOS SEUS ATIVOS e tenha o monitoramento do seu ambiente.

Saia da escuridão, tenha uma visão clara do que você possui na empresa de equipamentos e softwares, evitando assim surpresas com equipamentos depreciados e softwares não licenciados.
É importante que você consiga dimensionar adequadamente o seu ambiente com um capacity planning adequado, um investimento correto, um monitoramento mais efetivo, e assim, saber exatamente onde está acontecendo a maior parte dos seus problemas. Por isso, a equipe deve acompanhar e gerar indicadores gerenciais periodicamente, para apresentar um raio x de como está a sua área de tecnologia.
Lembrando sempre que a gestão efetiva dos recursos de TI lhe dará uma visão mais clara de como projetar sua área para suportar a estratégia de negócio e provisionar adequadamente o Budget (Capex e Opex).

#5 Tenha um sistema de chamados adequado.

Usamos muito a terminologia do ITIL compliance , que é um framework das melhores práticas de atendimento.
A área de TI deve ser oganizada e estruturada através de um catálogo de serviço adequado para as reais necessidade de negócios. Para isto, recomendamos estruturar um sistema de atendimento (chamado de service desk), com catálogo de serviço, escalation list, workflow de aprovação de demanda, SLA (Acordo de nível de serviço). Partindo deste ponto, você vai entender o ciclo de vida de atendimento e também quais são os seus maiores ofensores, onde estão as necessidades de você adequar melhorias na questão de equipamento, de treinamento ou capacitação interna do seu usuário. Isso lhe dará a oportunidade de sair da dúvida e ir para uma análise de indicadores mais refinada.

Por fim, estes são alguns indicadores que podem ajudar você a pensar em TI de uma forma estratégica e totalmente alinhada ao seu negócio!

Obrigado e até o nosso próximo artigo!
Fábio Varricchio – Executivo ITServices